Depois de rejeitar a primeira preliminar da defesa de Cesare Battisti, o ministro do STF Cezar Peluso ironiza os termos da justificativa do ministro...

Depois de rejeitar a primeira preliminar da defesa de Cesare Battisti, o ministro do STF Cezar Peluso ironiza os termos da justificativa do ministro da Justiça, Tarso Genro, para a concessão de refúgio político ao italiano.

Peluso desdenha da desconfiança do ministro de que a Justiça italiana julgou o ex-guerrilheiro em um processo de exceção, no qual houve a “invenção” de delitos como subversão armada apenas para condenar insurgentes que pegaram em armas contra o governo como criminosos comuns.

Pelo andar da carruagem, a AGU e a defesa de Batisti não vão levar uma do relator. Resta saber como vão votar os demais juízes.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *