O presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer, acaba de anunciar a decisão tomada pelo presidente Lula com relação ao pedido de urgência do...

O presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer, acaba de anunciar a decisão tomada pelo presidente Lula com relação ao pedido de urgência do pré-sal.

Depois de uma longa conversa, Lula resolveu retirar o pedido de urgência constitucional de 45 dias para análise dos quatro projetos sobre o novo marco regulatório.

De acordo com Temer, o presidente acatou a proposta do parlamentar e da base na Câmara dos Deputados, que estende a análise das propostas em quinze dias. Assim, os deputados federais passam a ter 60 dias para estudar todos os documentos. “Vamos colocar os quatro projetos em votação até o dia 10 de novembro, tenham as comissões terminado os trabalhos e apresentado emendas no prazo ou não”.

Para o presidente da Câmara, Lula foi movido pela atenção e pela sensibilidade. “Baseado na harmonia e na sensibilidade, ele [Lula] abriu mão da urgência. Com isso, ele faz uma homenagem ao parlamento, seguindo uma linha de homenagem ao Legislativo”.

Para chegar a um consenso, Temer se reuniu pelo menos duas vezes com líderes da base aliada e também da oposição. Os dois lados acataram as propostas de extensão do prazo. “Isso revela também uma harmonia interna”.

 A decisão, no entanto, não foi discutida no âmbito do Senado, que, de acordo com o pedido de urgência constitucional, teria iguais 45 dias para discussão dos quatro projetos.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *