Faz tempo que ninguém elogia o governador Sérgio Cabral. Tudo o que se diz a seu respeito é depreciativo, ácido, terrível. Pois quero me...

cabral

Faz tempo que ninguém elogia o governador Sérgio Cabral. Tudo o que se diz a seu respeito é depreciativo, ácido, terrível.

Pois quero me contrapor a essa quase unanimidade para dar um pouco de conforto espiritual ao querido governador de todos os fluminenses.

angraComeço argumentando que ele foi mal compreendido desde o princípio, quando São Pedro mandou aquele aguaceiro na passagem de ano de 2010 que derreteu as encostas da Serra do Mar e soterrou parte de Angra, inundou a Baixada e quase sepultou Niterói sob escombros.

Sérgio Cabral demorou quatro dias para aparecer. Disseram que ele era omisso. Não concordo. Acho que toda personalidade pública tem direito a um pouco de descanso. E, tenho certeza, o governador estava presente — em espírito — ao ambiente da tragédia. Não adiante me contrariar aqui. É impossível pensar que alguém pudesse permanecer impassível diante de tantas mortes e de tanto sofrimento só por conta de uma esbórnia de réveillon.

Observem a segurança pública do Rio. Obra dele, Cabral. Apesar do morticínio nas favelas, onde no poder político se alternam traficantes e policiais milicianos, hoje já se pode caminhar com relativa tranquilidade pela Ataulfo de Paiva quase sem preocupação quando não há manifestações… na porta da casa do governador.

marNão adianta argumentar que a PM do Rio de Janeiro teve, de longe, a pior atuação ao longo da onda de protestos que assolou o País. É certo que os policiais cariocas agiram com brutalidade, que se revelaram despreparados. Mas o que é que o governador tem a ver com isso ? Só porque ele é comandante-em-chefe dos trogloditas não significa que ele mesmo seja um troglodita, certo ? E o próprio Cabral já falou: polícia é com o Beltrame, não com ele. Pois cobrem do secretário que ele nomeou, e não dele.

Captura de Tela 2013-07-26 às 12.08.07Também dizem que o Sérgio Cabral tem uma queda pela fanfarronice. Mostram umas fotos dele em Paris numa esbórnia com empreiteiros suspeitos. Coisa que qualquer um faz quando fecha um dos melhores restaurantes do mundo — e mais caros — para uma festa particular.

No Rio mesmo já fizeram coisa pior. O Baile da Ilha Fiscal, por exemplo. Derrubou a monarquia. Lembra ?

Outra coisa: Por que as pessoas estranham tanto o fato de Cabral ter amigos importantes no segmento empresarial ? E que culpa ele tem se esses amigos de repente se transfiguram em estrelas de grandes escândalos de corrupção ? Amigos, amigos, negócio à parte.

Para mim, aquelas fotos em Paris apenas revelam que Sérgio Cabral é um homem de gostos e hábitos refinados e sofisticados. Talvez seja um personagem fora de seu tempo. Santos Dumont também frequentava a noite e a corte parisienses e ninguém falava nada de ruim sobre ele. Por que tratam a memória de Santos Dumont de um jeito e as aventuras de Sérgio Cabral de outro ? Só porque suspeitam que lobistas pagavam as contas ? E quem pagava as contas de Santos Dumont ? Vai dizer que não era a indústria aeroespacial ?

Não estou falando em Santos Dumont para fazer uma alusão velada ao caso do helicóptero. Quem inventou o helicóptero nem foi Santos Dumont. Se você quer criticar Sérgio Cabral por motivos relacionados a helicópteros, é melhor começar a falar em Leonardo Davinci, Hanna Reitsch e Igor Sikorsky. Foram eles que inventaram o aparelho que o governador do Rio tanto estima.

cabral2É uma puta invenção. Imagine o tempo que Cabral economiza indo trabalhar de helicóptero. Só três minutos de voo — quando o destino é a Prefeitura, e não a Quinta de Mangaratiba. Mas tenha em conta que Cabral economiza sete minutos em relação ao que gastaria se fosse de carro ao trabalho como todo mundo (que não é governador)  faz. Sete minutos por dia é muito. Multiplique isso por cem, que deve ser o número de dias ao ano em que Cabral comparece ao Palácio, e você terá 700 minutos — quase 12 horas por ano — a mais de trabalho desse dedicado servidor público em prol das boas causas que representa. Será que o contribuinte carioca não percebe a vantagem de arcar com o custo operacional dessa incrível máquina logística chamada helicóptero ?

Entenderam a perseguição ? Ou vocês também estão entre os que acham que, só porque é funcionário público, o governador não pode mandar seus pilotos buscarem os brinquedos que as babás esqueceram de levar para o fim-de-semana das cabraizinhos ? Me poupem!

Só mais duas coisas. É absolutamente normal e compreensível que policiais à paisana se infiltrem em movimentos populares para provocar agitação. É muito natural que desordeiros que filmam manifestações sejam presos sob a acusação de lançar e portar coquetéis Molotov. Mesmo que a acusação não corresponda à realidade, é preciso botar na cadeia esses vândalos que transformam a internet numa cruzada denuncista. Como dizem os jornalistas da BESTA (Blogosfera Estatal), só mesmo uma Ley de Medios vai disciplinar essa molecada. Censura neles! E baixem a porrada também!!!

Por tudo isso, afirmo aqui que Sérgio Cabral é vítima de uma sórdida campanha de fundo eleitoreiro. Querem — e estão conseguindo! — detonar a imagem dele, justamente uma das maiores promessas de futuro na seara da política. Leio hoje que seus eleitores o qualificaram como o pior governador do País. Vejam só isso! Sérgio Cabral, o pior governador do País! Que horror! Que coisa injusta !

E quantas exclamações é necessário botar em um só parágrafo para expressar minha indignação!!!!!!!!!

Comentários

  • Mario

    27/07/2013 #1 Author

    Prezado Pannunzio,

    Bom texto! É até estranho ler um texto contra Sérgio Cabral, porque eu tenho a impressão de que a imprensa é condescendente demais com a figura. Não dá a real dimensão do problema. Ela deveria ser muito mais dura com um governo cuja incompetência notória resulta em tantas mortes de pessoas pobres. Esse negócio de todo verão morrer um monte de gente em áreas de risco não dá para engolir. O Governo sabe que vão morrer e mesmo assim faz mau uso do dinheiro público para solucionar a questão das chuvas. Neste sentido, há uma boa reportagem do CQC:

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=vQuyKSM7fII

    Quer dizer, trata-se de um problema de vergonha na cara, não de forças da natureza. Supondo que eu fosse um psiquiatra, é como se eu tivesse um paciente deprimido e lhe prescrevesse veneno, em vez de remédio.

    Mario

    Responder

  • Carlos Augusto Teixeira Pinto

    26/07/2013 #2 Author

    FABINHOOOOOOO!FABINHOOOOOOOO! FABINHOOOO!

    Uiu Uiu Uiu! Eu quero que o Cabral vá pra PQP..iu

    Responder

  • Sergio Luis

    26/07/2013 #3 Author

    Verdade. Com este elogio concordo (deixando bem claro que é irônico).

    Responder

  • MarceloF

    26/07/2013 #4 Author

    Pannunzio,
    texto perfeito. Pena que tem gente que não vai entender o sarcasmo e a ironia. Cabralinos vão se sentir apoiados e Não-cabralinos vão te encher o saco. É o que dá não investir em educação…
    Abs.,
    de MarceloF.

    Responder

  • m.americo

    26/07/2013 #5 Author

    Chega de falar mal do “guardanapo”! Temos que reconhecer, entre as muitas virtudes enumeradas no texto, a da fidelidade.
    Ninguém, ninguém mesmo no mundinho político dessa sombria república contemporânea, tem sido tão fiel ao espírito do tempo.
    Cabral pode ser indicado como um lídimo representante do momento político, histórico e histérico desses tempos que andam para trás…

    Responder

  • Ricardo Nigro

    26/07/2013 #6 Author

    Muito bom. Parabéns. Seus textos são excelentes.

    Responder

  • celia

    26/07/2013 #7 Author

    Maravilhoso artigo de um grande repórter. Tudo pura verdade. É um espirito de grande iluminação, trato fino e gosto requintado, o que tem isso d+++?
    Podemos acrescentar a reportagem que sua esposa Adriana Anselmo parece Maria Antonieta com seus sapatos de quase U$10.000,00 e que ainda advoga a favor das principais empresas que demandam contra o governo como Supervia, Fetranspor, Light dentre outras. Incrível, que mal tem isso? Ela só quer trabalhar!!!Pura competência nos exitos das causas…

    Responder

  • Logan

    26/07/2013 #8 Author

    Perfeito!
    Abordagem sensacional…
    A revelação irônica da verdade prende o leitor ao texto.

    Responder

  • Joao Netto

    26/07/2013 #9 Author

    Artigo precioso. Parabéns.

    Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *