Os pedágios e a malandragem tucana

malandragemtucanaO governador Geraldo Alckmin não teve cara de pau suficiente para aumentar os inúmeros pedágios de São Paulo em plena safra de manifestações. Mas teve para tungar os caminhoneirosno intuito de aplacar o apetite por dinheiro das concessionárias que exploram as rodovias.
Veja na foto acima o anúncio nos placares eletrônicos agora pela manhã. A cobrança agora é por eixo dos caminhões, não importa se esses eixos estão levantados ou efetivamente em contato com o pavimento.
Isso se chama “surrupiar” o contribuinte.

Comentários

5 thoughts on “Os pedágios e a malandragem tucana

  1. Pode ser que tecnicamente não seja “surrupiar”; mas já que paga-se IPVA justamente para as estradas e ruas serem mantidas (bem como uma taxa embutida nos combustíveis para isso), pode-se dizer que estamos pagando duas vezes.

  2. A Artesp destaca ainda que a cobrança já é feita nos pedágios das rodovias federais. “A adoção da medida beneficiará toda a população ao integrar o pacote de ações para zerar o reajuste. É importante destacar que o uso do eixo suspenso provoca efeitos na frenagem e estabilidade do caminhão, afeta a estabilidade do veículo, tornando-o mais suscetível ao tombamento, reduz sua capacidade de frenagem e leva à insegurança.”

    é verdade ou mentira a afirmação ?

  3. Fábio,
    tá aí uma questão que merece discussão. O número de eixos é uma característica dos veículos ou não? Só devem ser cobrados os que tocam o pavimento? Tenho dúvidas. Acho mais fácil cobrar por todos os eixos existentes (levantados ou não). Os caminhoneiros recolhem os eixos quando estão sem carga, para reduzir o consumo de pneus. Ter vantagem no pedágio, sinceramente, tenho dúvidas. Preciso ver o que dizem o código nacional de trânsito e algumas experiências internacionais.
    Sds.,
    de MarceloF.

  4. Prezado Pannunzio,

    Eu lhe dou razão quando reclama da malandragem na cobrança. Mas é preciso dizer que as estradas de São Paulo são muito melhores do que as do resto do Brasil. Não gosto muito dessa tática petista de reclamar dos pedágios por reclamar- não que você o faça. Vá de Uberlândia para São Paulo: há segurança. Vá de Uberlândia para Brasília: não há. Bom, eu prefiro pagar 100 reais a correr o risco de morrer nas estradas sem pista dupla do Governo Federal.

    PS. Tecnicamente, isto não se chama “surrupiar” o contribuinte, porque tarifa não é tributo.

    Mario

  5. E os governos tucanos fazem o que??? Hoje gasta-se mais em pedágio do que com combustível nas rodovias pedagiadas do estado de São Paulo. É muita cara de pau, apoiada no silencio cumplice da grande mídia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *