O senador peemedebista Renan Calheiros (AL) acaba de dizer que não vai responder às dez perguntas enviadas por este Blog à sua assessoria de...

O senador peemedebista Renan Calheiros (AL) acaba de dizer que não vai responder às dez perguntas enviadas por este Blog à sua assessoria de imprensa sobre o caso Rui Palmeira.

Segundo Renan, ele não é “porteiro do Senado para ficar controlando o ponto dos servidores da Casa”.

Questionado se foi uma questão de portaria do Senado que o levou a pedir a cassação do líder tucano Arthur Virgílio (AM), ele tergiversou. “Não vou responder porque não quero e vou devolver suas perguntas porque vocês sabem mais do que eu sobre esse caso”.

Renan Calheiros é acusado de manter um funcionário lotado no gabinete da presidência da Casa entre 2005 e 2006, enquanto esse servidor realizava um curso de inglês na Austrália. O detalhe é que recentemente o próprio Renan acusou Virgílio pelo mesmo “delito”.

O fato inclusive se transformou numa representação feita por Renan contra Virgílio que, não só assumiu o erro, como ressarciu o Senado pelas despesas com o funcionário. O valor pago por meio de empréstimo chegou a R$ 326 mil.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *