KENNEDY ALENCARO presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu indicar o advogado-geral da União, José Antonio Dias Toffoli, para uma vaga no STF (Supremo...

KENNEDY ALENCAR

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu indicar o advogado-geral da União, José Antonio Dias Toffoli, para uma vaga no STF (Supremo Tribunal Federal). Lula optou ainda por indicar o ministro das Relações Institucionais, José Múcio, para o TCU (Tribunal de Contas da União). 
Apesar de ter dito à tarde que ainda estava pensando nos nomes para o STF e o TCU, Lula poderia assinar ainda na noite de ontem as indicações oficiais de Toffoli e de Múcio para os respectivos órgãos. Ambos precisam ser sabatinados pelo Senado Federal. 
Para o lugar de Múcio, Lula nomeará Alexandre Padilha, atual secretário de Assuntos Federativos da pasta das Relações Institucionais, que deverá tomar posse no dia 28. 
Alexandre Padilha é visto por Lula como um bom técnico, desprovido, no entanto, de habilidade e experiência políticas. Outro nome que chegou a ser cogitado para o lugar de Múcio é o do deputado federal Antonio Palocci, que voltaria ao governo para permanecer até o final do mandato de Lula. O problema é que, nesta hipótese, Palocci não poderia se candidatar à reeleição ou a outro cargo no pleito do ano que vem, ficando sem mandato a partir de 2011. 
Em relação à AGU (Advocacia Geral da União), Lula está pensando. Há dois cotados mais fortes: Luiz Inácio Adams e João Ernesto Aragonés Vianna. Adams é procurador-geral da Fazenda Nacional. Aragonés fez carreira como procurador federal. Há ainda possibilidade de alguém de fora do governo. 
O presidente Lula desconversou quando indagado ontem pela imprensa sobre Toffoli e Múcio. “Não tomei a decisão ainda. Estou pensando. A indicação de quem quer que seja para a Suprema Corte ou o Tribunal de Contas da União, quando eu decidir, terei imenso prazer de fazer um comunicado oficial à imprensa de que já escolhi as pessoas.
Vou escolher os nomes entre os 190 milhões de brasileiros”, disse, ao sair de um almoço no Palácio do Itamaraty com o presidente do Maláui, Bingu Wa Mutharika. 
Na semana passada, Toffoli foi avisado por auxiliares de Lula de que seria indicado para o Supremo. Ontem, em reunião de manhã, Lula oficializou o convite. Aceito de pronto. 
O presidente deverá fazer ainda uma nona indicação para o STF, pois o ministro Eros Grau se aposentará até o final do mandato do petista. Lula analisou se esperava essa vaga para optar por Toffoli. No entanto, achou que se desgastaria menos agora porque, no ano que vem, haverá eleições. 
Faz meses, Múcio teve uma conversa com Lula sobre seu futuro. A crise do Senado adiou a indicação. Ontem à noite, o presidente o convidou oficialmente. Lula avalia que Múcio passará facilmente.

Se você é assinante clique aqui para ler a íntegra no site da Folha

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *