O PP vai se reunir daqui a pouco para abandonar o Planalto. A reunião vai acontecer no Plenário 14 da Câmara Federal. O partido...

O PP vai se reunir daqui a pouco para abandonar o Planalto.

A reunião vai acontecer no Plenário 14 da Câmara Federal. O partido vai fechar questão a favor do impeachment.

Vai ser um balde de água gelada nas pretensões do governo. O presidente do partido, senador Ciro Nogueira, prometeu dar à presidente Dilma Rousseff 40 dos 50 votos da bancada na Câmara. Agora não vai poder entregar nenhum.

A bancada não vai decidir nada sobre sair ou ficar no governo. Vai apenas definir como seus parlamentares vão votar.

Assim a frente do impeachment avança mais uma quadra em direção à destituição de Dilma. E não é uma quadra pouco importante.

Enquanto isso, deputados do PMDB colhem assinaturas para convocar uma reunião da bancada na Câmara Federal. O objetivo é o mesmo: fechar questão a favor do impeachment.

O líder do partido, o governista Leonardo Picciani, vai sair chamuscado. Era o queridinho do governo. Foi eleito no curso de uma intervenção branca do Palácio do Planalto do diretório do Rio de Janeiro.

Agora está virando pó.  Como Ciro Nogueira virou.

Comentários