O que Renan tem contra a Justiça ?

A pressa do senador Renan Calheiros em votar o Pacote Pró-Corrupção só tem uma explicação. Ciente de que logo se tornará réu, o poderoso chefão do Senado arrasta a instituição que preside para uma guerra fratricida contra o Judiciário e o Ministério Público que brevemente irão julgá-lo.

renan-calheirosA tentativa de acumpliciar os colegas com seu extenso passivo criminal, no entanto, encontrou finalmente um limite. Nem os partidos tradicionalmente aliados do PMDB querem se associar a essa empreitada. Daí os 44 votos que ele obteve contra si na triste sessão desta quarta-feira.

Renan Calheiros, que parecia estar imune a pressões dessa natureza, perdeu a racionalidade. Age como um Tifão ensandecido que pensa que pode derrotar o Zeus da Justiça antes de ser por ele aprisionado.

Agora é uma questão de horas.

Por enquanto, Renan luta para salvaguardar os poucos dias que lhe restam na presidência do Congresso. Quer ser poupado do vexame de se ver banido de sua condição de substituto eventual do Presidente da República pela desairosa condição de réu em processo.

Mas seu olhar está fixado num horizonte muito mais distante. E o cenário é aterrador. Renan sabe que tem 12 espadas de Dâmocles pendendo sobre sua cabeça.

Qualquer uma delas pode lhe valer, mais do que o vexame, a liberdade, e por muito e muitos anos.

Comentários