Manchete: País melhora, mas não vence o analfabetismo Pesquisa do IBGE, encerrada em setembro de 2008, não capta efeitos da crise O Brasil teve...

Manchete: País melhora, mas não vence o analfabetismo

Pesquisa do IBGE, encerrada em setembro de 2008, não capta efeitos da crise

O Brasil teve vigoroso crescimento nos 12 meses anteriores à crise econômica mundial, mas não conseguiu reduzir o analfabetismo. O resultado está na Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), do IBGE. 
Por ter setembro como referência, a pesquisa não captou os efeitos do estouro da crise global. A Pnad mostra um quadro de melhoria da renda, queda da desigualdade e da pobreza e crescimento do emprego formal.
A taxa de analfabetismo recuou só 0,1 ponto percentual entre 2007 e 2008. Houve inclusive um pequeno aumento no número absoluto de analfabetos adultos. O problema se concentra na fatia mais velha.
Em 2008, a renda média do trabalhador foi de R$ 1.041, variação de 1,7% em relação a 2007. Foi a menor alta registrada desde 2004. Na comparação com 1998, a renda entre os 50% mais pobres cresceu 22%. (págs. 1 e Dinheiro)

Pesquisa mostra limites do projeto do Bolsa Família

Os desníveis regionais continuam enormes no país. Os efeitos da ampliação do Bolsa Família para incluir mais famílias pobres estão se encerrando. (págs. 1 e B10)

ProUni pode cortar por mau desempenho 55 instituições

Um grupo de 55 instituições de ensino superior que oferecem bolsas de estudo em troca de incentivos do ProUni poderá ser cortado do programa devido à má qualidade de seus cursos.
Essas 55 foram reprovadas no primeiro ciclo de avaliação. A partir de 2011, o governo poderá cortar cursos reprovados em dois ciclos. Das instituições com mau resultado na primeira etapa, 23 continuaram ruins. (págs. 1 e C4)

Reprodução da Sinopse da Radiobras

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *