O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), demonstrou apoio hoje ao senador Francisco Dornelles (PP-RJ). O parlamentar é cotado para ser o relator do...

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), demonstrou apoio hoje ao senador Francisco Dornelles (PP-RJ). O parlamentar é cotado para ser o relator do projeto que define a taxação nos investimentos das cadernetas de poupança.

Para Sarney, o piso para cobrança deve ser para contas com valores acima de R$ 100 mil, assim como proposto por Dornelles. O Executivo propõe tarifação para cadernetas com depósitos acima de R$ 50 mil.

“O ministro Dornelles é a maior autoridade [no Senado] em direito tributário de modo que eu gosto sempre de ouvi-lo. Se esta é a opinião dele, ele tem um bom respaldo para que seja uma boa solução”, afirmou Sarney ao chegar à Casa.

Além do piso de R$ 100 mil, Dornelles, que foi ministro da Fazenda no governo Sarney, defende parâmetros claros para a tributação dos rendimentos.

O projeto que prevê tarifação de 22,5% a partir de investimentos superiores a R$ 50 mil foi anunciado em maio pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega. Para vigorar no ano que vem, precisa ser sancionado até 31 de dezembro. Mas até agora, a matéria sequer foi enviada para aprovação no Congresso Nacional.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *