Izabelle Torres Do Correio Braziliense   Deputado de trânsito livre no PMDB, Aníbal Gomes (CE) foi um dos grandes defensores do atual líder da...

Izabelle Torres

Do Correio Braziliense

 


Deputado de trânsito livre no PMDB, Aníbal Gomes (CE) foi um dos grandes defensores do atual líder da legenda no Senado, Renan Calheiros (AL), quando o alagoano enfrentou os processos de cassação de mandato. Mas as provas de coleguismo não ficaram por aí. Desde abril do ano passado, o deputado abriga em seu gabinete o filho caçula do colega. Rodrigo Rodrigues Calheiros tem 25 anos, ainda cursa faculdade e não costuma comparecer ao serviço, segundo relato dos funcionários do gabinete. 

Rodrigo é lotado no mais alto cargo de gabinete: o de secretário parlamentar 28, cujo salário é de R$ 4 mil. A vaga não obriga o funcionário a bater ponto e não exerce qualquer controle sobre a frequência e presença dos servidores. Ao ser questionado sobre a função — e a ausência — do filho do senador ao trabalho, Aníbal Gomes dá uma explicação confusa. “Ele trabalha. Ele não foi encontrado porque faz serviços externos para mim. Vai a ministérios e outras coisas do tipo. Mas nós vamos ajustar o horário dele aqui na Câmara. O problema é que ele faz faculdade. Temos que ver como faremos esses ajustes.” 

Apesar da ausência na Câmara, Rodrigo Calheiros tirou férias no mês passado. Ao completar um ano da sua entrada no cargo, o que aconteceu em 8 de abril de 2008, o filho do senador pediu férias e engordou a conta bancária com um terço do salário.

Se você assina o Correio Braziliense, clique aqui para ler a íntegra da matéria

 

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *