O ex-diretor geral do Senado, Agaciel Maia, vem tentando uma filiação partidária para concorrer às próximas eleições. O prazo é urgente. Vence no sábado,...

O ex-diretor geral do Senado, Agaciel Maia, vem tentando uma filiação partidária para concorrer às próximas eleições. O prazo é urgente. Vence no sábado, dia 3 de outubro.

Esta semana, o homem considerado um dos mais poderosos do Senado por quase 15 anos foi até o Park Way conversar com o ex-governador do Distrito Federal, Joaquim Roriz, recém-filiado ao PSC.

Segundo o próprio político, Maia o procurou “ventilando a possibilidade de se juntar a ele e tentar se eleger em 2010”. Roriz tentaria o governo e teria como aliado um candidato a deputado distrital.

Roriz encheu a boca para elogiar Agaciel. “Ele [Agaciel] é um excelente administrador e competentíssimo”. No entanto, segundo o político, Maia deve querer tentar um voo mais alto, em outra legenda que não o PSC.

Recentemente, este Blog divulgou que Agaciel Maia passou uns dias no Rio Grande do Norte arquitetando uma possível candidatura à Câmara Federal. O objetivo seria voltar ao Congresso investido de um mandato parlamentar para ganhar imunidade.

Com isso, os processos a serem instaurados contra ele subiriam forçosamente para o Supremo Tribunal Federal, que jamais, em toda sua história, condenou um político sequer.

Mas perguntado se pensava em disputar as próximas eleições, ele foi enfático e negou esta possibilidade. “Não vou falar sobre este assunto. Isso é coisa do futuro”.

Agaciel Maia, que ficou afastado do Senado por 90 dias, é acusado de ser um dos idealizadores dos chamados “atos secretos”, que afundaram a Casa na maior crise política da história do país. Longe da diretoria-geral, ele agora trabalha na elaboração de uma enciclopédia política.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *