Meia hora depois de dizer à Folha que o presidente Lula é que comandaria a política de alianças das eleições de 2010, o presidente do...

Meia hora depois de dizer à Folha que o presidente Lula é que comandaria a política de alianças das eleições de 2010, o presidente do PDT, Paulo Pereira da Silva, o Paulinho, lançou ontem o nome do ministro do Trabalho, Carlos Lupi, a presidente da República. A proposta, levantada por Paulinho, foi aprovada pelos delegados do PDT, reunidos ontem em São Paulo para eleger o Diretório Estadual.

O anúncio é parte da estratégia de Paulinho de tentar emplacar Lupi como vice na chapa presidencial -ou com Ciro Gomes (PSB-SP) ou com Dilma Rousseff (PT-RS). Paulinho jantará com Dilma na terça-feira. Nem Lupi levou a sério a ideia de sua candidatura: “Foi só uma homenagem dos companheiros de partido”.

Pouco antes do anúncio, Lupi e Paulinho disseram que uma eventual candidatura de Ciro ao governo paulista dependerá do aval de Lula. “[Ciro] está aí fazendo um plano B. Vai tentar ser candidato a presidente e vai fazer o que o presidente Lula mandar”, disse Paulinho.

“Defendo a tese de que o presidente Lula é o grande árbitro desse processo. Tenho muita segurança de afirmar que Ciro não sairá candidato sem Lula concordar”, disse Lupi.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *