Da Folha Online Indicada como testemunha de defesa dos réus José Janene e Roberto Jefferson, a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) vai depor nesta...

Da Folha Online

Indicada como testemunha de defesa dos réus José Janene e Roberto Jefferson, a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) vai depor nesta terça-feira no processo do mensalão.

A data foi marcada pela juíza da 12ª Vara Federal do Distrito Federal, e Dilma vai ser ouvida na sede provisória do governo federal –o CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil)–, às 18h.

De acordo com reportagem da Folha, Dilma havia sido intimada em meados de setembro, mas não havia respondido. Como é ministra de Estado, ela tem a prerrogativa de escolher o dia, a hora e o local do depoimento.

Já o presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai prestar informações por escrito. Ele foi convocado como testemunha de defesa do ex-ministro José Dirceu (Casa Civil).

Acusação

O procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, ofereceu denúncia ao STF (Supremo Tribunal Federal) em abril de 2006 contra 40 suspeitos de participarem de um suposto esquema de compra de votos de parlamentares da base aliada –o mensalão.

Em agosto de 2007, os ministros do STF acataram a denúncia e transformaram os suspeitos em réus.

Entre os denunciados estão os ex-ministros Luiz Gushiken (Comunicação do Governo), Anderson Adauto (Transportes) e Dirceu, além do empresário Marcos Valério, os deputados João Paulo Cunha (PT-SP) e José Genoino (PT-SP) e o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ).

Dos 40 denunciados, 39 continuam respondendo como réus. O ex-secretário-geral do PT Silvio Pereira fez um acordo e foi excluído da ação em troca do cumprimento de pena alternativa.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *