A sunga vermelha, objeto de polêmica que causou constrangimento e muita dor de cabeça ao petista Eduardo Suplicy, volta a ser assunto no Senado Federal. Só...

A sunga vermelha, objeto de polêmica que causou constrangimento e muita dor de cabeça ao petista Eduardo Suplicy, volta a ser assunto no Senado Federal.

Só que desta vez, nada de desfiles pela Casa e reclamações por parte de políticos escandalizados. A roupa de baixo simplesmente não está mais com o senador-cueca.

Ele havia recebido o mimo da apresentadora e humorista Sabrina Sato há exatamente uma semana. Mas o presente foi prontamente cobrado de volta na tarde de hoje.

Sabrina esteve no gabinete de Suplicy para pegar a sunguinha da discórdia. “Pensei que a sunga tivesse sido um presente e a levei para o meu gabinete. Não sabia que ela queria de volta”, declarou Suplicy.

De quebra, o boxeador-cantor-poeta-herói-senador mostrou que presente bom é presente dado e não tomado. “Fiz questão de presenteá-la com diversos livros de minha autoria”, afirmou. Entre as obras, está a que trata da Renda Básica de Cidadania.

Para quem não lembra, foi essa proposta que motivou Sabrina Sato a pedir que o senador colocasse o calção vermelho e andasse pela Casa como o herói do Senado.

Ainda segundo o petista, a visita da apresentadora durou alguns minutos. “Pude mostrar a trannsparência do meu gabinete, que tem todas as divisórias de vidro. Mas isso, salvo as paredes do banheiro porque lá não dá para ver o que se faz”, brincou.

No fim do encontro, a “paniquete”, como também é conhecida, prometeu um novo presente ao parlamentar. “Faço questão de dar uma sunga novinha, mas desta vez para uso na praia”, teria declarado Sabrina a Suplicy.

E as gracinhas dela não pararam por aí.

A sunga recém-tomada circulava agora pela Câmara dos Deputados. Ao avistar o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, Sabrina fez a mesma proposta constrangedora da semana passada. O convite teria sido motivado pela declaração do homem que tem as chaves do cofre e do orçamento. Ao partir em defesa do petista Suplicy, ele teria dito que até ele vestiria a sunga vermelha se tivesse recebido o pedido da apresentadora.

Mas pelo visto, Bernardo não encarou a brincadeira…

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *