O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta segunda-feira que para o Brasil se tornar uma das maiores economias do mundo é necessário...

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta segunda-feira que para o Brasil se tornar uma das maiores economias do mundo é necessário ter mais crédito e desonerar de impostos setores que necessitem. Com essas medidas, não é preciso fazer “nenhuma invenção e nenhuma mágica”.

Lula, no programa semanal de rádio “Café com o Presidente”, mencionou estudo do Banco Mundial que prevê que o Brasil pode se tornar a quinta economia do mundo em 2016 se continuar crescendo.

“Nós precisamos fazer as coisas corretas, sabe, nós não temos que fazer nenhuma invenção e nenhuma mágica. Apenas ter consciência que nós precisamos ter mais crédito, que nós precisamos, na medida em que for necessário, um setor ter desoneração, temos que fazer desoneração, porque nós temos que incentivar o povo brasileiro a comprar aquilo que ele ainda não tem”, disse Lula no programa de seis minutos.

Lula fez as afirmações ao comentar dados sobre o desemprego divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) na última semana. De acordo com o estudo, o desemprego caiu para 7,7% em setembro, menor índice desde dezembro de 2008 –quando estava em 6,8%– e abaixo dos 8,1% de agosto.

O presidente disse que a economia está no caminho certo, pois a indústria, o comércio, o emprego e a massa salarial estão em ritmo de crescimento no Brasil e disse que o país precisa de vários anos consecutivos de aceleração para que possa recuperar “o atraso a que foi submetido”.

“É uma roda gigante que não pode parar. Ela tem que continuar girando, para que a gente possa recuperar o atraso a que o Brasil foi submetido nas décadas em que ele não conseguiu se desenvolver”, afirmou.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *