Do G1. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quarta-feira (11) que o apagão que deixou 18 estados no escuro não foi...

Do G1.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quarta-feira (11) que o apagão que deixou 18 estados no escuro não foi provocado por falta de geração de energia ou por falta de linhas de transmissão. “Não tivemos falta de geração de energia. A energia começou e continuou sendo gerada. Tivemos um problema na linha de transmissão e não detectamos ainda o local do problema”, afirmou Lula.

A declaração do presidente foi uma resposta a afirmação de que o apagão poderia significar uma nova crise energética no país, como a ocorrida em 2001. “É importante que não façamos tese sobre esse assunto. É importante que se constate o fato e se possa informar a população. Em 2001, a gente não produzia energia suficiente. Além de não produzir, a gente não tinha linhas para interligar o sistema energético brasileiro. Hoje, temos o sistema todo interligado. Nesses sete anos, em termos de linhas de transmissão, fizemos 30% de tudo que já foi feito”, afirmou o presidente.

Foi a primeira vez que o presidente comentou o incidente ocorrido na noite desta terça-feira (10). Lula revelou que manteve três conversas telefônicas com o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, entre o fim da noite de terça e a manhã desta quarta.

“Eu, sinceramente, não posso dizer que foi um raio, vento ou erro humano enquanto não tiver a informação concreta e objetiva do que ocorreu. Conversei com o Lobão 1h da manhã, falei com ele de novo às 7h e agora há pouco. Não quero culpar ninguém antecipadamente.”

As declarações de Lula ocorreram durante entrevista coletiva concedida durante o encontro com o presidente de Israel, Shimon Peres, no Palácio do Itamaraty. Ainda de acordo com o presidente, a resposta para o apagão deve sair de uma reunião entre diferentes setores do governo. “Estou esperando que haja uma reunião entre a Aneel, o ONS (Operador Nacional do Sistema), o Ministério de Minas e Energia e os diretores das empresas que compõem o sistema Eletrobras, para que a gente possa detectar o incidente”, explicou Lula.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *