A Comissão de Relações Exteriores do Senado aprovou esta tarde um requerimento convidando os ministros de Minas e Energia, Edison Lobão, e da Casa...

A Comissão de Relações Exteriores do Senado aprovou esta tarde um requerimento convidando os ministros de Minas e Energia, Edison Lobão, e da Casa Civil, Dilma Rousseff, para prestar esclarecimentos sobre o apagão que atingiu 18 estados há uma semana.

Por dois votos a um, membros do colegiado conseguiram aval para levar adiante a proposta. No entanto, ainda não há previsão para que os dois prestem esclarecimentos sobre o episódio que deixou milhões de brasileiros no escuro.

Os ministros também podem se recusar a comparecer, já que estão sendo convidados e não convocados ou mesmo intimados.

Também hoje, numa manobra dos governistas, a base aliada conseguiu blindar pela segunda vez a possibilidade de a ministra Dilma ter de dar explicações sobre o apagão. Durante a Comissão de Assuntos Econômicos, presidida pelo senador Delcídio Amaral (PT-MS), membros rejeitaram o requerimento apresentado pelos oposicionistas e aprovaram o documento que estende para o colegiado o convite já aprovado ontem na Comissão de Infraestrutura da Casa.

Com ele, Dilma, Lobão e mais 18 pessoas ligadas ao setor elétrico devem comparecer às reuniões. O detalhe é que as oitivas devem acontecer em ordem de menor importância, ou seja, primeiro os técnicos se apresentam para depois serem ouvidos os ministros.

A manobra, de  acordo com a oposição foi estratégica para que houvesse uma blindagem política ao gooverno.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *