O economista Aldo Luiz Mendes está a um passo de ocupar a diretoria de Política Monetária do Banco Central. O nome dele pode ser...

O economista Aldo Luiz Mendes está a um passo de ocupar a diretoria de Política Monetária do Banco Central.

O nome dele pode ser aprovado na próxima quarta-feira na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado e logo em seguida no plenário da Casa. A data sugerida pelo próprio governo para sabatina, no entanto, ainda depende de aval do presidente do colegiado, senador Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN).

A manobra da base aliada quer dar agilidade ao processo de substituição de Mário Torós, que pediu exoneração do cargo, para que Mendes já esteja no comando da diretoria nos próximos dias 8 e 9 de dezembro, quando acontecem reuniões do Comitê de Política Monetária.

Torós criou indisposição com o BC depois de revelar ao jornal “Valor Econômico” os bastidores da atuação da equipe econômica no combate à crise que assolou meio mundo no ano passado.

Já o potencial substituto do ex-diretor é funcionário de carreira aposentado pelo Banco do Brasil e preside a Companhia de Seguros Aliança Brasil.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *