Muitos risos, beijos e abraços marcaram o primeiro encontro formal entre a presidente nacional do  PSOL, Heloísa Helena, e a senadora e pré-candidata à...

Muitos risos, beijos e abraços marcaram o primeiro encontro formal entre a presidente nacional do  PSOL, Heloísa Helena, e a senadora e pré-candidata à presidência da República pelo Partido Verde, Marina Silva (AC).

As duas se reuniram a portas fechadas para selar o que pode ser considerado o início de muitos diálogos entre os dois partidos visando as eleições 2010. “O desejo de caminharmos juntas existe de ambas as partes”, afirmou Marina Silva.

Agora, os dois partidos vão criar nos próximos dias comissões para discutir a formalização de uma possível aliança. “A decisão da comitiva nacional em formar uma comitiva é a demonstração de que vamos trabalhar para que haja consenso partidário. Mas nem PSOL nem PV podem anunciar isso agora”.

A ideia é mostrar as primeiras conversas no encontro nacional do PSOL, que acontece nos próximos dias 5 e 6 de dezembro. Um anúncio oficial, no entanto, só deve ocorrer no mês de janeiro. “Achamos importante que alguns pontos já possam estar sendo parte do diálogo para 2010”, disse Heloísa Helena. Para Marina Silva, a reunião de hoje serviu para estreitar laços. “Esse é um país de tantas riquezas e belezas que precisamos aprofundar, cada vez mais, decisões”.

Apesar do clima de alianças, as duas negaram qualquer possibilidade de formação de uma chapa com Marina Silva na presidência e Heloísa Helena na vice. Helena também afirmou que não tem interesse algum em ser candidata ao cargo máximo das eleições com a amiga na mesma disputa.  “Sinto-me profundamente feliz e realizada como mulher, mãe e brasileira em poder votar em Marina Silva como presidente da República”. E voltou a dizer que vai seguir a vontade do povo alagoano. “Fiz a opção de morar em Alagoas porque me sinto na obrigação de atender aos apelos do povo independentemente de ganhar ou perder. E isso tudo apesar da honra política de ter sido a primeira mulher a concorrer à presidência”.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *