O microblog Twitter simplesmente bombou de mensagens durante as cerca de duas horas de reunião da bancada democrata no Congresso Nacional. Enquanto se encontravam...

O microblog Twitter simplesmente bombou de mensagens durante as cerca de duas horas de reunião da bancada democrata no Congresso Nacional.

Enquanto se encontravam para definir o futuro do governador do Distrito Federal José Roberto Arruda, acusado de ser o responsável pelo esquema de corrupção batizado de “mensalão do DEM” ou “mensalão brasiliense”, muitos parlamentares do partido escreviam insanamente sobre o que estava acontecendo no momento.

Os senadores Demóstenes Torres (GO) e José Agripino Maia (RN), e o deputado Ronaldo Caiado (GO) chegaram a anunciar o pedido de expulsão sumária do político.

Em uma das postagens, os mesmos políticos colocaram inclusive que estavam entregando o documento ao presidente da legenda, deputado Rodrigo Maia.

Dava a entender que uma decisão radical seria adotada para que a ética se instalasse. Mas não adiantou de nada.

Os três foram vencidos e nenhuma afirmação chegou a ser concretizada.

Em encontro com a imprensa, logo após a reunião que não definiu nada, os três mostravam-se completamente insatisfeitos e frustrados com a decisão tomada pela cúpula, que deve divulgar um novo resultado no dia 10 de dezembro, quando termina o prazo para entrega do relatório fruto do processo disciplinar recém-instaurado.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *