A FAB e a Marinha acabam de emitir uma nota retificando a informação de que 17 corpos já haviam sido resgatados do mar. Na...

A FAB e a Marinha acabam de emitir uma nota retificando a informação de que 17 corpos já haviam sido resgatados do mar. Na verdade são 16. O erro, segundo a nota, aconteceu porque a fragata francesa Ventose recolheu sete, e não oito corpos, como foi anunciado na noite deste domingo.

É a terceria vez que informações imprecisas são passadas à imprensa — embora o volume de informações sem exatidão seja  impossível de calcular. A primeira delas foi a comunicação, pelo ministro Nelson Jobim, da Defesa, de que destroços haviam sido localizados três dias antes que isso fosse efetivamente constatado.

A segunda, expressa igualmente em nota, dava conta de que querosene, um pallet de avião e duas boias tinham sido recolhidos pela Marinha. As boias e o óleo eram provavelmente de um petroleiro. O pallet, de madeira, é muito diferente dos que acomodam bagagens em porões de aeronaves, que são feitos de alumínio.

As trapalhadas continuaram com a fatídica entrevista coletiva de Jobim, que criou mal estar ao redor do mundo. O ministro deu uma aula sinistra de patologia forense, falando sobre a natureza da dilaceração de corpos, e afastou hipóteses — como a de atentando terrorista — que os investigadores franceses ainda consideram.

A íntegra da nota pode ser acessada aqui.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *