Os mexicanos estão de volta ao trabalho. Ainda muito preocupados, mas já fora daquele clima de paranoia que dominou os primeiros dias da epidemia...

Os mexicanos estão de volta ao trabalho. Ainda muito preocupados, mas já fora daquele clima de paranoia que dominou os primeiros dias da epidemia de “influenza porcina”, que é como eles chamam a gripe suína nos países de língua espanhola.

Emília Boudens relata que na cidade dela, Puebla, ainda não há registro de nenhum caso. Mas o estrago na economia é grande. Ela trabalha na Universidade de Puebla atendendo a alunos estrangeiros intercambistas. Da previsão inicial de 500 estudantes que deveriam chegar este ano, apenas 40 foram confirmados. Imagine o que isso representa projetando-se o estrago para o restante da economia.

Segundo Emília, as empresas estão distribuindo máscaras e orientando todos a usá-las para conter o contágio. O adereço já faz parte do vestuário mexicano. Daqui a pouco vira moda.

{comments}

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *