Do Blog do Noblat José Ricardo Padilha, que aparece em vídeo sendo atacado pelo Comandante da Polícia Militar, Silva Filho, disse que foi ameaçado...

Do Blog do Noblat

José Ricardo Padilha, que aparece em vídeo sendo atacado pelo Comandante da Polícia Militar, Silva Filho, disse que foi ameaçado de morte nas duas horas e meia que ficou dentro de um camburão da corporação.

Depois de sua detenção, Padilha conta ainda que foi agredido por policiais. Veja seu depoimento ao Blog após audiência preliminar no Juizado Especial de Brasília:

“No camburão tiraram meus óculos, me deram tapas na cara e esfregaram meu rosto no assoalho. Eu perguntei porque estava sendo preso e um dos policiais mandou eu calar a boca se não me assassinaria.

Fiquei chocado com o termo, não era que ele ia me bater ou esganar, disse que ia assassinar. Fiquei quieto e chegamos na delegacia.

Depois disso, fiquei umas duas horas e meia dentro do camburão sem ninguém saber onde eu estava. E vários policiais passavam e me achincalhavam. Da delegacia fui fazer exame de corpo de delito e vim para o Juizado Especial de Brasília onde tive uma audiência preliminar com o juiz e com o Coronel Silva Filho.

Eu mostrei o vídeo dele me batendo mas não foi suficiente e o Ministério Público pediu mais tempo para investigar. Agora estou todo machucado, mas liberado”.

Na saída do Juizado, Silva Filho foi reticente, mas falou o seguinte ao Blog:

“Estou tranquilo, sei que a Justiça vai me absolver. Basta ver a desocupação da Câmara, eu promovi e não teve conflito. Não teve pois haviam líderes. Hoje não, nenhum líder segurou o movimento, foi uma baderna, por isso tivemos alguns incidentes, mas nada grave”.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *