FERNANDA ODILLA E ADRIANO CEOLIN Citado como testemunha no inquérito do mensalão do DEM, o policial civil aposentado Marcelo Toledo Watson, 40, é um...

FERNANDA ODILLA E ADRIANO CEOLIN

Citado como testemunha no inquérito do mensalão do DEM, o policial civil aposentado Marcelo Toledo Watson, 40, é um dos donos da Voxtec Engenharia e Sistemas, empresa que faturou só neste ano R$ 6,6 milhões em negócios com o governo do Distrito Federal.

Ele aparece em um vídeo repassando dinheiro a um assessor do governador José Roberto Arruda (ex-DEM). Na gravação, Toledo cita suposta propina a ser entregue ao vice-governador Paulo Octávio (DEM).
A aproximação de Toledo com os políticos teve início em 1997, quando uma filha do empresário e então deputado Luiz Estevão foi sequestrada. Toledo foi um dos agentes que invadiram o cativeiro onde ela estava presa. Levou um tiro no braço e teve de ser operado no exterior. Pediu ajuda a Luiz Estevão. Aposentou-se aos 28 anos.
A partir daí, aproximou-se dos políticos. Conheceu Fábio Simão, ex-secretário de Joaquim Roriz e chefe de gabinete (afastado) de Arruda. Mas tinha mais afinidade com o também policial Durval Barbosa.
Em 2006, Toledo foi candidato a deputado distrital pelo PSL na chapa de Arruda, mas perdeu. Em 2010, planejava disputar de novo uma vaga na Câmara Legislativa, desta vez pelo PPS, partido do ex-secretário de Saúde e deputado Augusto Carvalho, citado no inquérito do mensalão do DEM.
Na sua ficha de filiação ao PPS, Toledo deu como endereço uma casa de alto padrão no Lago Sul, bairro nobre de Brasília, onde os imóveis não custam menos que R$ 1 milhão. A casa está registrada em nome do ex-procurador-geral da República Geraldo Brindeiro desde 1989.
Procurado, Brindeiro não foi localizado para dizer se vendeu ou alugou a propriedade. A Folha também procurou Toledo em casa, na empresa e por telefone, mas ele não ligou de volta.

 

Se você é assinante, clique aqui para ler a íntegra no site da FOlha

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *