A OAB/DF protocolou nesta terça-feira (15), na Câmara Legislativa, duas representações individuais por quebra de decoro parlamentar contra os deputados Benedito Domingos (PP) e...

A OAB/DF protocolou nesta terça-feira (15), na Câmara Legislativa, duas representações individuais por quebra de decoro parlamentar contra os deputados Benedito Domingos (PP) e Benício Tavares (PMDB). No documento, a Ordem pede que os distritais sejam cassados e, caso isso não ocorra antes da análise do pedido de afastamento do governador José Roberto Arruda, que eles sejam declarados impedidos de votar no processo de impeachment.

Benedito Domingos é acusado de ter recebido 6 milhões de reais para aderir à coligação de Arruda durante a campanha eleitoral de 2006. Ele também é suspeito de ter recebido propina para aprovar projetos de interesse do governo do Distrito Federal. Benício Tavares aparece em vídeo no escritório de Durval e é tido como um dos beneficiários do esquema de corrupção. As denúncias foram feitas à Polícia Federal por Durval Barbosa, ex-secretário de relações institucionais do GDF, e constam no inquérito da Operação Caixa de Pandora.

Até sexta-feira serão protocoladas outras representações contra os demais deputados citados na operação. Além de Benício Tavares e Benedito Domingos, já foi solicitado o afastamento de Leonardo Prudente, Eurides Brito e Júnior Brunelli. “As representações são individuais demonstrando as provas apontadas no inquérito da Polícia Federal em análise pelo Superior Tribunal de Justiça”, afirmou a presidente da Seccional, Estefânia Viveiros, na segunda-feira. “Temos que confiar e ter esperança que a Câmara Legislativa cumpra o seu papel e os processos sejam analisados”, concluiu.

As representações serão encaminhadas ao corregedor deputado Raimundo Ribeiro (PSDB) e, se tiverem prosseguimento, irão para análise da Comissão de Ética. O Conselho Federal da OAB e a OAB/DF defendem que a Câmara Legislativa não entre em recesso para que todas as denúncias sejam apuradas e os pedidos de impeachment tenham prosseguimento.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *