Da Agência Estado O empresário Fernando Sarney, filho do presidente do Senado, José Sarney,(PMDB-AP), anunciou nesta sexta-feira, 18, que enviará pedido de desistência de...
Da Agência Estado
O empresário Fernando Sarney, filho do presidente do Senado, José Sarney,(PMDB-AP), anunciou nesta sexta-feira, 18, que enviará pedido de desistência de ação que move contra o jornal O Estado de S.Paulo. O processo, que atualmente tramita no Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA), teve pedido de liminar aceito pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJ-DF) que impede o jornal de publicar reportagens sobre as investigações da Operação Faktor, antes conhecida como Boi Barrica, da Polícia Federal (PF).
Junto com a nota à imprensa, Fernando Sarney também encaminhou uma carta à Associação Nacional de Jornais (ANJ) justificando o que o levou a processar o jornal.
Fernando Sarney é investigado pela PF por tráfico de influência, lavagem de dinheiro e remessa ilegal de divisas para o exterior. A liminar que proibiu a publicação de informações sobre a investigação da PF veio em meio às pressões para que José Sarney deixasse a presidência do Senado, e foi acatada pelo desembargador Dácio Vieira.
Leia a íntegra da nota divulgada nesta sexta.
Nota à Imprensa

Encaminhei à Justiça de Brasília desistência da ação que movo contra o Jornal O Estado de São Paulo.

A ação foi necessária para defesa de meus direitos individuais protegidos pela Constituição e sob tutela do segredo de Justiça, reconhecidos pelo Supremo Tribunal Federal. Infelizmente este meu gesto individual de cidadão teve, independente de minha vontade, interpretação equívoca de restringir a liberdade de imprensa, o que jamais poderia ser meu objetivo. Para reafirmar esta minha convicção e jamais restar qualquer dúvida sobre ela, resolvi tomar esta atitude, considerando que a Liberdade de Imprensa é um patrimônio da democracia e que jamais tive desejo de fazer qualquer censura a seu exercício.

Fernando Sarney

São Luis, 18 de dezembro, 2009
Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *