Publicada pelo Globo Online, com informações da Agência Brasil O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo divulgou nesta sexta-feira a cassação de mais...
Publicada pelo Globo Online, com informações da Agência Brasil
O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de São Paulo divulgou nesta sexta-feira a cassação de mais dois vereadores de São Paulo por recebimento ilícito de recursos. Desta vez, foram cassados os vereadores Jooji Hato (PMDB) e Paulo Jesus Frange (PTB). Em outubro deste ano, o juiz Aloisio Sérgio Rezende Silveira, da 1ª Zona Eleitoral, já havia determinado a cassação de outros 14 vereadores pelo mesmo motivo.
Hato foi cassado por ter recebido doações irregulares da Associação Imobiliária Brasileira (AIB) e da Empresa Industrial e Técnica (EIT), que totalizaram 27,8% dos recursos arrecadados em sua campanha de 2008, limite acima do previsto pela legislação eleitoral.
A EIT integra o consórcio Viaoeste, que detém a concessão pública da administração de rodovias de São Paulo. E a AIB é acusada de ser uma empresa fantasma, criada por sindicatos do setor e que são proibidos de fazer doações para campanhas políticas.
Já o vereador Paulo Frange foi cassado por ter recebido – da mesma AIB – 35,86% do total que arrecadou em sua campanha política em 2008.
Os vereadores terão o prazo até 11 de janeiro para recorrem da decisão de primeira instância ao TRE.
Os dois vereadores foram procurados, mas não se manifestaram sobre a decisão do juiz.
Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *