Este blog que você está lendo tem pouco menos de um ano de idade. Começou de maneira despretensiosa e tem servido modestamente para trazer...

Este blog que você está lendo tem pouco menos de um ano de idade. Começou de maneira despretensiosa e tem servido modestamente para trazer de volta ao blogueiro a alegria de ser jornalista.

No começo foi muito difícil. Antes de mais nada, é preciso que o candidato a blogueiro defina bem o que pretende. Fazer uma página de notícias, como esta, dá um trabalho enorme e exige muitas horas diárias de concentração.

Além disso, para “emplacar”, um blog com essas característica necessita de apuração milimétrica. O editor da página, por sua vez, precisa ter acesso a fontes que vão assegurar o fluxo de informações exclusivas e importantes para seu universo de leitores. Não é fácil.

Mas os blogs não precisam desse enorme fluxo de informações para se firmar. Você pode muito bem compor seu espaço virtual de outra forma, fazer outro arranjo. Há blogueiros que atualizam seus conteúdos todos os dias. Há outros que escrevem um artigo por semana, ou por mês. Os conteúdos que eles geram têm um caráter menos perecível do que o do noticiário online. E, quando são consistentes, garantem uma ótima audiência. O importante é estabelecer e respeitar uma determinada periodicidade.

O primeiro elemento a definir é o seu universo temático. Saber o que você pretende publicar. Assuntos específicos rendem expertise. Um escopo mais genérico talvez atraia mais audiência. Mas ela será necessariamente menos fiel.

A título de ilustração, vou revelar um segredinho deste blog. Logo no começo, quando a epidemia de gripe suína assustou o mundo todo, postei aqui a bula do Tamiflu. Hoje, um ano depois, esse é um dos posts que mais me rendem audiência. Todo mundo que quer saber o que é esse remédio vai ao Google. Digita “bula do Tamiflú”. E um dos primeiros endereços listados é o deste blog. Legal, não é ?

A partir de hoje, uma vez por semana, vou dedicar um post ao tema “como fazer um blog”. Será uma espécie de coletânea em fascículos para que você, que sempre teve vontade, crie coragem e coloque a mão na massa.

Desde já aviso que quem pensa em ganhar dinheiro com isso vai ficar frustrado. Este blog, por exemplo, optou por não ter patrocínio. Mas tem muita gente por aí que pretende auferir ganhos financeiros com a atividade de blogueiro. É a impossibilidade de  realizar esse objetivo a razão da frustração mais imediata — e do falecimento virtual  precoce — da maioria dos que pensam que há minas de ouro espalhadas pela web.

No primeiro “fascículo”, você vai entender a diferença entre optar por um serviço público de blogs e construir seu próprio domínio. Os posts serão publicados todos os sábados para que você possa dedicar seu fim-de-semana à nova atividade de blogueiro.

Então, até o próximo sábado.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *