Fonte: Radiobras Manchete: Governo estuda excluir de plano menção a torturador Jobim propõe que o texto não cite militares nem a esquerda armada  O...

Fonte: Radiobras

Manchete: Governo estuda excluir de plano menção a torturador

Jobim propõe que o texto não cite militares nem a esquerda armada 

O governo estuda a exclusão da expressão “repressão política” do Programa Nacional de Direitos Humanos para acabar com os conflitos gerados pelo decreto. 

O texto passaria a prever a investigação da violação aos direitos humanos na ditadura, sem especificar se dos militares ou da esquerda. A proposta é do ministro Nelson Jobim (Defesa) e poderá ser aceita por Paulo Vannuchi (Direitos Humanos). 

A supressão seria uma forma de esfriar a polêmica, empurrando para o Congresso a decisão de investigar ou não os acusados de tortura durante a ditadura militar (1964-1985), como prevê o decreto, ou a guerrilha, como querem militares.

O presidente Lula volta hoje ao trabalho e terá de administrar o confronto entre OS que atacam o programa, liderados por Jobim, c os que defendem a apuração dos crimes dos militares, capitaneados pelos familiares de desaparecidos. (págs. 1 e A4)

Planos terão de pagar custos de transplante de medula óssea

Os planos de saúde serão obrigados a cobrir, a partir de 10 de junho, os custos do transplante de medula óssea – que chega a R$ 80 mil – e de exame capaz de detectar diversos tipos de câncer, informa Ricardo Westin: 

Esses são alguns dos 70 procedimentos que a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) incluirá no pacote mínimo que as operadoras serão obrigadas a oferecer aos clientes. (págs. 1 e C1)

Gestão Lula é continuidade da era FHC, diz economista

O economista Claudio Salm diz que a melhoria dos indicadores sociais no Brasil não pode ser creditada a um único governo. Segundo ele, Lula é continuação de FHC, com o que há de bom e de ruim. “Essa conversa de herança maldita é bobagem.”

Para o professor da UFRJ, o motor não foi o Bolsa Família, mas ganhos do mínimo e fim do ciclo de crescimento sem emprego. (págs. 1 e A16)

Egito impede entrega direta de ajuda a Gaza

O Egito decidiu impedir a entrega de ajuda a Gaza por seu território, a não ser pelo Crescente Vermelho (a Cruz Vermelha nos países islâmicos). A medida visa evitar incidentes na fronteira. 

Três palestinos foram mortos na região em ataque aéreo de Israel. Foi a segunda ação em dois dias. (págs. 1 e A12)

L. C. Bresser-Pereira: Ataque a Cristina defende ditadura de técnicos no BC

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, foi atacada pela direita e pela esquerda ao demitir o presidente do Banco Central porque ele não quis cumprir uma ordem – disse que era uma interferência na política monetária. O que querem? Uma ditadura de técnicos? A decisão de Cristina, sobre um fundo, é de política fiscal. (págs. 1 e B2)

Venezuelanos correm às lojas; Chávez ameaça

Em reação à desvalorização da moeda, o bolívar forte, milhares de venezuelanos lotaram lojas de eletrodomésticos e eletrônicos e esvaziaram suas prateleiras.

Preocupado com um aumento de preços, o presidente Hugo Chávez ameaçou pôr o Exército nas ruas e expropriar lojas. (págs. 1 e B6) 

Editoriais

Leia “Falta de critérios”, sobre controles da política industrial; e “Transparência na Justiça”, a cerca de desperdício de verba. (págs. 1 e A2)

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *