Uma criança chamada Vinícius Oliveira está morrendo no HMIB, um dos decrépitos hospitais públicos de Brasília. Tem todas as chances de se recuperar de...

Uma criança chamada Vinícius Oliveira está morrendo no HMIB, um dos decrépitos hospitais públicos de Brasília. Tem todas as chances de se recuperar de um quadro abidominal agudo se for colocada sob tratamento intensivo. Mas a família não está coneguindo vaga na UTI porque nunca há vagas nos precários hospitais de Brasília.

Recebi agora há pouco um telefonema desesperado do Defensor Público André de Moura. Ele acoselhou o pai a ir até a Defensoria e ajuizar uma ação. Com a ressalva de que talvez a criança não tenha tempo de aguardar o deferimento da decisão judicial. Por isso mesmo, ele está no hospital junto com a família suplicando por uma vaga.

Andre de Moura é um homem acostumado a testemunhar finais trágicos de histórias que poderiam ter finais felizes. Foi assim com a pequena Yasmin Thauane Oliveira Santos, que morreu aos dois meses e cinco dias de vida, depois que uma ordem judicial para tratá-la foi solenemente descumprida pela Secretaria de Saúde do DF (leia mais sobre o caso aqui e aqui).

Yasmin morreu porque o dinheiro da saúde foi desviado pela corrupção para o esquema do Panetone. É por esta também razão que Vinícius está morrendo.

Então, atenção pessoal da Secretaria de Saúde: dêem um jeito, se virem e arranjem um leito na UTI para salvar essa criança. Se ela vier a falecer, a sociedade, que já está pelas tampas com o que está acontecendo em Brasília, vai cobrar com juros a responsabilidade por mais essa morte.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *