Publico, a seguir, a íntegra do comentário da advogada Lucila Veras, leitora deste Blog, sobre a decisão do Supremo que fulminou a exigência do...

Publico, a seguir, a íntegra do comentário da advogada Lucila Veras, leitora deste Blog, sobre a decisão do Supremo que fulminou a exigência do diploma de jornalista para o exercício da profissão.

Virou bagunça…
Fico cada dia mais impressionada com as decisões da Corte Maior do nosso país. Convenhamos, banalizar um diploma de jornalista, quando o mundo inteiro busca alcançar um número maior de formandos, de pessoas que consiguam lograr êxito em faculdades, o Supremo Tribunal Federal retrocede com suas decisões. 
Mais uma vez, coube ao Ministro Marco Aurélio (aquele que é sempre “do contra”, mas que talvez seja o mais sensato) dar voto diverso dos demais.
Quando o advogado é obrigado a prestar exame da OAB, avalia-se conhecimento, mas nunca a ética que ele possui. É por isso que vemos o judiciário cada vez mais desacreditado e abarrotado, porque a lei é o que o Supremo diz que ela é. Até quando?
Porque acima do Supremo, só Deus. Não tem mais como rever uma decisão como esta…
O problema do Excelentíssimo Ministro Gilmar Mendes é estrelato…já conseguiu…Poderia muito bem julgar o fim do exame da Ordem dos Advogados do Brasil e deixar que qualquer bacharel advogue…
Como advogada, sinto-me envergonhada quando vejo decisões assim…
Aviso: ninguém mais no Brasil precisa de nível superior. Basta ser jornalista, ter um rostinho bonito e saber falar, não importa se correto, ou não. Não importa se buscam informações que acordam muitos brasileros. Aliás, penso que este é o ponto nevrálgico e que tanto incomoda o judiciário: os jornalistas são os únicos capazes de criticar e acordar uma população que se acostuma com as incoerências na nossa sociedade.
Parabéns Ministro Gilmar Mendes…desta vez o senhor se superou…
Mas, eu ainda me orgulho de Ministros como Joaquim Barbosa, Marco Aurélio, Helen Gracie,Carmen Lúcia e Ricardo Lewandowski.

Lucila Veras
Advogada

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *