O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) afirmou hoje, em Plenário, que o ex-diretor da Casa, Agaciel Maia, teve a intenção de jogar suspeitas constrangedoras sobre...

O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) afirmou hoje, em Plenário, que o ex-diretor da Casa, Agaciel Maia, teve a intenção de jogar suspeitas constrangedoras sobre ele e a mulher dele, servidora da Câmara dos Deputados há exatos 26 anos e quatro meses.

Segundo Cristovam, ela foi convidada para assumir a liderança do partido a pedido do parlamentar já falecido, Jefferson Péres, mas negou quando soube que iria receber comissão do Senado. A denúncia veio à tona na última sexta-feira. Neste dia, teria circulado pela internet um e-mail sem identificação, relatando a história.

De acordo com o senador, o e-mail trazia apenas o pedido de nomeação, sem constar o desligamento. “Não há duvida de que fica a dúvida”, contou. “Por que não dizer que tudo isso foi sem remuneração? Por que usar o documento de ida e não o de volta?”.

Cristovam usou o púlpito também para dizer que não vai se calar sobre as denúncias que afundam o Senado numa das maiores crises da história. “Esse tipo de coisa obriga a gente a radicalizar. Quero deixar claro que não tenho rabo preso”.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *