Rodrigo Rangel e Rosa Costa Da Agência Estado Alvo de investigação da Polícia Federal, o esquema do crédito consignado no Senado inclui entre seus...

Rodrigo Rangel e Rosa Costa

Da Agência Estado

Alvo de investigação da Polícia Federal, o esquema do crédito consignado no Senado inclui entre seus operadores José Adriano Cordeiro Sarney – neto do presidente da Casa, o senador José Sarney (PMDB-AP). De 2007 até hoje, a Sarcris Consultoria, Serviços e Participações Ltda, empresa de José Adriano, recebeu autorização de seis bancos para intermediar a concessão de empréstimos aos servidores com desconto na folha de pagamento. Ao Estado, o neto de Sarney disse que seu “carro-chefe” no Senado é o banco HSBC. Indagado sobre o faturamento anual da empresa, ele resistiu em dar a informação, mas depois, lacônico, afirmou: “Menos de R$ 5 milhões.”

Leia a notícia no site do Estadão na internet clicando aqui.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *