O repórter fotográfico Orlando Brito me disse agora há pouco que não é funcionário fantasma do Senado. Brito foi nomeado por ato secreto no...

O repórter fotográfico Orlando Brito me disse agora há pouco que não é funcionário fantasma do Senado. Brito foi nomeado por ato secreto no dia 18 de abril de 2005, segundo ele para produzir um ensaio fotográfico a pedido do então presidente Jsoé Sarney (PMDB-AP).

“O ensaio foi entregue a todos os senadores no fim daquela gestão do Sarney”, diz Orlando Brito. Desde então ele segue trabalhando para o Conselho Editorial. O fotógrafo assegura que dá expediente todos os dias no Senado e que pode ser encontrado na sala do Conselho. “Estou produzindo fotos todo santo dia. Não aceito o rótulo de fantasma”, diz ele.

Orlando Brito não sabe por que a nomeação foi feita por ato secreto. Ele afirma que jamais suspeitou que o expediente pudesse ter sido usado em seu caso. “A minha contratação foi noticiada por vários jornais. Até o Anselmo Góis deu uma nota na coluna dele”. Brito procurou o presidente do Senado que, segundo ele, ficou surpreso com a informação de que o ato de nomeação não tinha sido publicado na época e não soube declinar o motivo.

“Eu tenho 42 anos de estrada. Sou respeitado e todo mundo me conhece, sabe onde me encontrar. Não mereço isso que está acontecendo”, desabafa o jornalista.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *