O PSOL acaba de protocolar uma representação contra o presidente do Senado, José Sarney, e contra o ex-presidente da Casa e atual líder do...

O PSOL acaba de protocolar uma representação contra o presidente do Senado, José Sarney, e contra o ex-presidente da Casa e atual líder do PMDB, Renan Calheiros.

A medida foi levada ao Conselho de Ética. Pelo documento, o partido alega que houve quebra de decoro parlamentar por parte dos políticos e exige a apuração no caso dos “atos secretos”.

Para Sarney incide a responsabilidade na contratação de parentes e apadrinhados, além da participação do neto, José Adriano Sarney, na intermediação de empréstimos e seguros para servidores.

Contra Renan, a acusação é a de que diversos atos foram editados durante o tempo em que esteve na presidência do Senado.

O alarido é grande e o dia promete. O partido Democratas está reunido para decidir se mantém ou não o apoio a Sarney. O resultado do encontro pode ser a solicitação pelo afastamento do homem que já foi presidente da República.

PT e PSDB também vão definir os próximos rumos nesta crise, que já dura mais de quatro meses e é considerada uma das mais graves da história do Senado.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *