Negócios em queda trazem alerta à bolsaA redução de quase 20% em relação a maio dos volumes no mercado acionário em junho acendeu a...

Negócios em queda trazem alerta à bolsa
A redução de quase 20% em relação a maio dos volumes no mercado acionário em junho acendeu a luz amarela entre analistas e frustrou parte das expectativas positivas para o ano. Essa diminuição dos negócios e outros indicadores negativos, como a estagnação no número de contas de pessoas físicas no que está sendo apelidado de “junho negro”, levou ao receio de que o mercado não atraia tantos investidores quanto o programado.
O cenário ficou mais pessimista com a divulgação de que o Brasil perdeu USS 4,2 bilhões em junho e US$ 735 milhões em dois dias em julho. O fluxo cambial negativo de junho é o pior desde dezembro de 2008. (Págs. 1, C2 e D1)

Foto legenda: Mais grifes a caminho
Henri-François Pinault, o bilionário chairman e CEO da PPR, dona de uma coleção de grifes famosas, está no Brasil à procura de endereços em São Paulo para abrir, num prazo de 12 a 18 meses, lojas da Balenciaga, Yves Saint Laurent, Bottega Veneta e mais uma da Gucci. (Págs. 1 e A14)

Siemens deve ser multada por usar Justiça contra concorrente
A Siemens VDO deverá ser condenada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) a pagar multa de R$ 12 milhões. A empresa é acusada de ter ingressado com ações na Justiça com o objetivo de afastar concorrentes do segmento de tacógrafos (instrumentos que marcam a velocidade de veículos).
Segundo o Cade, a Siemens possui mais de 85% desse nicho e tentou fazer com que a Justiça impedisse a venda de tacógrafos de outras empresas, alegando que não tinham especificações técnicas para um bom funcionamento. A empresa negou as acusações. Ontem, em segunda votação, quatro dos sete conselheiros do Cade votaram pela condenação e dois, pela absolvição. O presidente do Cade, Arthur Badin, pediu vista. (Págs. 1 e A4)

Seca no mundo ameaça produção de trigo e arroz
A produção atual de alimentos fundamentais, como trigo e arroz, corre riscos por causa da seca em regiões da Ásia, Europa e Oceania, causada pela transição brusca do fenômeno climático El Niño para La Niña. Já há pressão sobre preços – em Chicago, o trigo teve ontem a maior alta desde janeiro. Rússia, Austrália e França, grandes produtores de trigo, reduziram as previsões para a safra 2010/11. A situação é preocupante também na Tailândia, maior exportador mundial de arroz.
No Brasil, o mesmo fenômeno de estiagem se iniciará nos próximos meses. E deverá prejudicar especialmente a safra de verão no Rio Grande do Sul. Por isso, os técnicos já recomendam a antecipação do plantio. (Págs. 1 e B12)

Um funcionário público de carreira lidera o maior IPO do mundo, o do chinês AgBank (Págs. 1 e C8)

UE aprova regras para restringir bônus de executivos de bancos (Págs. 1 e C2)

Menos fiscais, menos multas
A redução do quadro de auditores fiscais do trabalho compromete a fiscalização das empresas que contratam empregados sem registro em carteira. (Págs. 1 e A2)

Inflação desacelera
Os dois principais índices de inflação no país surpreenderam o mercado com resultados abaixo das projeções, levantando dúvidas sobre a necessidade de manutenção do ritmo de alta dos juros. (Págs. 1, A3 e C2)

Imposto sobra maconha
A amara Municipal de Long Beach, na Califórnia, aprovou a realização de plebiscito sobre a criação de imposto na venda de maconha. Várias cidades do Estado querem ampliar o uso legal da droga. (Págs. 1 e A11)

US$1 bi em videogmes
O serviço on-line de videogames Xbox Live da Microsoft ultrapassou, pela primeira vez, a marca de US$ 1 bilhão em receitas, ajudado pejas vendas de filmes e acessórios de avatares. (Págs. 1 e B2)

Do Nordeste para o Sudeste
A Indústrias Reunidas Raymundo da Fonte, uma das maiores fabricantes de bens de consumo do Nordeste, com receita brota anual de R$ 240 milhões, analisa a possibilidade de atuarem São Paulo. (Págs. 1 e B4)

Minha Casa, Minha Vida
Primeira construtora a divulgar resultados do primeiro semestre, a Direcional Engenharia, empresa de Minas que atua no mercado de baixa renda, registrou aumento de 68% nas vendas contratadas. (Págs. 1 e B6)

Gyotoku em recuperação judicial
A Cerâmica Gyotoku entrou com pedido de recuperação judicial no dia 30 de junho para enfrentar uma situação de alto endividamento, agravada pela crise financeira internacional. (Págs. 1 e B8)

Reabertura do mercado?
BM&FBovespa, CSN, Banco Mercantil do Brasil, Banco Votorantim, Magnesita, Sabesp e Gol estão testando o mercado externo para tentar captar via bônus antes das férias no hemisfério Norte. (Págs. 1 e C1)

Fundos elevam captação
Depois de perder R$ 4,51 bilhões na semana encerrada no dia 25; o setor de fundos de investimento ensaia recuperação. Nos dois primeiros dias úteis de julho, obteve captação líquida de R$ 4,55 bilhões. (Págs. 1 e D2)

Vale vende 60% da MVM
A Vale vendeu 60% do capital total da empresa MVM Resources International, que controla e opera o projeto de Bayóvar, no Peru. A mineradora brasileira continuará no capital de Bayóvar. (Págs. 1 e D4)

Ideias
Ribamar Oliveira
Judiciário argumenta com folga no limite da Lei de Responsabilidade Fiscal para pedir aumentos salariais. (Págs. 1 e A2)

Ideias
Fabio Wanderley Reis
A Copa na África do Sul coroa, por assim dizer, o claro talento dos africanos e seus descendentes para o jogo. (Págs. 1 e A13)

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *