O Ministério da Saúde acaba de divulgar um novo balanço sobre os casos da Gripe H1N1 no país. Somente hoje, mais 19 brasileiros foram...

O Ministério da Saúde acaba de divulgar um novo balanço sobre os casos da Gripe H1N1 no país. Somente hoje, mais 19 brasileiros foram confirmados com a doença. O aumento gradativo, segundo o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, já era esperado e pode ser relacionado com o inverno, que termina em setembro e naturalmente deixa o ser humano mais vulnerável.

Ao todo, até agora 756 pessoas foram infectadas no Brasil e uma delas morreu. As regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste são as que mais apresentam registros. No ranking estão os estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Minas Gerais, além do Distrito Federal.

Pelo balanço, o registro de casos contraídos dentro do país cresceu nas últimas três semanas e passou de 6 para 30%.

O grau de letalidade da gripe suína atualmente é de 0,4%, ou seja, 99,6% dos casos evoluem para uma cura. O número, de acordo com o ministro, é bem menor que o de mortes decorrentes da gripe comum, que em 2006, por exemplo, fez 70 mil vítimas.

“Nosso grande desafio neste momento é com o diagnóstico e também com o tratamento ágil da doença”, afirma Temporão. Entre as novas medidas a serem adotadas pelo ministério neste momento está “a preparação do sistema de saúde para garantir que as pessoas que mais precisem tenham acesso a um dos 60 centros de referência espalhados por todo o país”. O ministro aconselha ainda que, ao sentir sintomas como febre, dor muscular ou na garganta e dificuldade em respirar, o paciente se dirija a um posto de saúde para, depois, ser encaminhado por um médico ao hospital se o caso for considerado mais preocupante.

O uso do Tamiflu, medicamento para combater a gripe, deve ser racional e feito apenas em pacientes com estado grave ou que registrem o aparecimento da doença nas últimas 48 horas. A medida evita que o doente se torne resistente ao vírus, o que já acontece na Dinamarca, no Japão e em Hong Kong.

Em todo o mundo, já são quase 90 mil casos de gripe suína confirmados, com 382 óbitos computados.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *