Petrobras perde em 3 dias R$ 28,4 bilhões de seu valor em bolsa Relatórios bancários e rumores sobre a estatal provocam queda de 7,5%...

Petrobras perde em 3 dias R$ 28,4 bilhões de seu valor em bolsa
Relatórios bancários e rumores sobre a estatal provocam queda de 7,5%

Em dois dias marcados por intensa boataria entre operadores do mercado financeiro e pelos efeitos de relatórios bancários desfavoráveis para o comportamento de suas ações, a Petrobras perdeu R$ 24,9 bilhões de valor em bolsa. Na comparação com o início da semana, a perda foi ainda maior: R$ 28,4 bilhões. A queda foi de 7,5% ante os R$ 380,82 bilhões que a empresa valia na segunda-feira, contabilizados os ganhos da capitalização. As ações preferenciais registraram ontem a menor cotação em 18 meses, afetadas pela expectativa de supostas denúncias de irregularidades na empresa e no processo de capitalização. “O mercado acionário é movido por inúmeras variáveis difíceis de quantificar”, disse o diretor financeiro da Petrobras, A1mir Barbassa. Desconsiderando as oscilações, o presidente Lula disse ontem ter orgulho de “ter participado da maior capitalização da humanidade”. (Págs. 1 e Economia B1)

Estatal faz balanço positivo

O presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, disse que a relação dívida/capital caiu de 35% para 16% depois da capitalização. (Págs. 1 e Economia B1)

PF quer ver computador de Erenice
A Polícia Federal quer ter acesso aos arquivos do computador da ex-ministra da Casa Civil Erenice Guerra. O delegado do inquérito sobre a suspeita de tráfico de influência envolvendo a ex-ministra e os filhos dela também já decidiu que chamará Erenice para depor. (Págs. 1 e Nacional A13)

Nobel de Literatura: Chegou a vez de Mario Vargas Llosa
As seis décadas de carreira de Mario Vargas Llosa foram premiadas com o Nobel de Literatura. A escolha do peruano de 74 anos, colaborador do Estado, teve um lado político, segundo a Academia Sueca – além do valor literário do autor de dezenas de romances, ensaios e peças de teatro. Para Vargas Llosa, o Nobel é reconhecimento à literatura latino-americana e da Espanha. (Págs. 1, Caderno 2 e D1)

Análise

Vinícius Jatobá: Escrevinhador esquecido
Mestre do romance latino-americano, Vargas Llosa é um monumento vivo da literatura mundial. (Págs. 1 e D%)

Foto legenda: Mário Vargas Llosa

Escritor peruano
“Achei que a Academia Sueca havia me esquecido. Há muitos anos mencionou-se meu nome, mas não sabia ser era sério ou não” (Pág. 1)

Foto legenda: Lama atinge Danúbio
Vilarejo húngaro tomado pela lama tóxica que vazou após acidente em indústria e chegou ao Rio Danúbio, alarmando o Leste Europeu. (Págs. 1 e Internacional A2l)

D. Odilo cobra ‘posição clara’ sobre aborto
O cardeal-arcebispo de São Paulo, d. Odilo Pedro Scherer, defendeu que os candidatos à Presidência tenham um “posicionamento claro” sobre o aborto. “É questão que merece consideração política.” (Págs. 1 e Nacional A4)

Taxa de emplacamento no Detran foi desviada (Págs. 1 e Cidades C3)

Washington Novaes: O caminho do desperdício
Mais uma capital brasileira, Brasília, ameaça embarcar na última moda nacional em matéria de lixo, a implantação de usina de incineração. (Págs. 1 e Espaço Aberto, A2)

Dora Kramer: Guerra insana
Já que o tema teria prejudicado Dilma no primeiro turno, cabe ao PT encerrar o assunto aborto o quanto antes, para que o baile prossiga. (Págs. 1 e Nacional A5)

Notas & Informações
O fim de um tabu

A partir de hoje se saberá de que forma José Serra assumirá o legado de Fernando Henrique. (Págs. 1 e A3)

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *