A campanha eleitoral para este segundo turno começa com Dilma Russef na defensiva e José Serra, aparentemente, no ataque. Ambos usam o mesmo bordão:...

A campanha eleitoral para este segundo turno começa com Dilma Russef na defensiva e José Serra, aparentemente, no ataque. Ambos usam o mesmo bordão: Dizem que são a favor da vida.

Ora, mas quem aí é contra ? Como uma afirmação assim tão singela pode gerar tantas interpretações controversas — e ainda servir como elemento de diferenciação entre os dois candidatos ?

A rigor, afirmar que se é a favor da vida não diz nada. Porque, efetivamente, ninguém é contra a vida.

Da mesma forma, como gosta de ressaltar meu chefe Fernando Mitre, não se conhece ninguém que seja a favor do aborto. Por isso, imputar ao candidato A ou B a defesa do aborto é uma estupidez colossal.

Dilma Roussef nunca afirmou que é a favor do aborto. Ao sustentar a única posição sensata possível sobre esse tema, afirmou e reafirmou que é a favor da descriminalização. Que o assunto deve ser encarado como problema de saúde pública.

Somente os carolas mais empedernidos podem sustentar uma posição diferente. Nem os fanáticos seguidores do bispo Edir Macedo, nem a Igreja dos Mórmons são a favor da criminalização da interrupção da gravidez. Por que meia dúzia de padres sem nenhuma importância e de pastores histriônicos vão dar o mote dessa campanha ?

Mas é em torno desse tema medieval que o debate começa. Parece que estamos na iminência de eleger um bispo para governar a grande igreja chamada Brasil. E assim foi nas primeiras peças veiculadas na manhã de hoje.

Pelo menos já sabemos que não corremos o risco de ter um psicopata presidindo a República. Ambos os candidatos são “a favor da vida”.

Para nossa sorte, ambos pensam igualmente sobre o aborto. São a favor da descriminalização. Vão sustentar o contrário, mas são.

Talvez assim as mulheres que morrem aos milhares nos inferninhos — ou perfuradas pelas agulhas das curandeiras — tenham alguma chance de vir a ser atendidas nos hospitais públicos quando decidirem interromper a gravidez.

Comentários

  • Josenildo

    14/10/2010 #1 Author

    Olá, Pannunzio!
    Parabéns pelo blog, muito informativo e isento.
    Muito bom texto em especial, concordo plenamente.
    Você poderia fornecer uma fonte sobre a informação de que o Serra é a favor da descriminalização do aborto? Já tinha esse sentimento em razão de decisões e declarações de sua época de ministro, mas estava querendo fontes “oficiais” para mostrar para amigos fanáticos por ele que não acreditam quando falo.
    Desde já agradeço e parabenizo mais uma vez!

    Responder

  • Elton Mayer

    09/10/2010 #2 Author

    Interrupção da gravidez?
    Existem duas pergunta que não fizeram aos candidatos em questão: “Qual o seu conceito de vida humana?”
    “O que está no ventre das mães que abortam voluntariamente?”
    Eu ficaria muito feliz se ambos os candidatos respondessem essas perguntas.
    Muito obrigado!

    Responder

  • Mari Angela

    08/10/2010 #3 Author

    Olá meu amigo, tudo bem?
    Parabéns por esta iniciativa. As vezes, sentimos nossas vozes aprisionadas pelo jornalismo diário, sem espaços para reflexões, críticas e desabafos.
    Mari

    Responder

    • Fábio Pannunzio

      09/10/2010 #4 Author

      Oi, Mari. Saudade de você. Estou em SP por estes dias. ‘As vezes sobra tempo pra um jantarzinho. Vamos ? Beijo.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *