O movimento #ficasarney, lançado por este Blog há três dias, perdeu hoje um adepto de peso. Filiado ao PMDB, o senador Jarbas Vasconcelos resolveu,...

O movimento #ficasarney, lançado por este Blog há três dias, perdeu hoje um adepto de peso. Filiado ao PMDB, o senador Jarbas Vasconcelos resolveu, aparentemente, migrar para o protesto da concorrência, o #xosarney.

Ele foi o único do partido, além de Pedro Simon (PMDB-RS), a pedir explicitamente o afastamento imediato de José Sarney da presidência do Senado. Se assim continuar, nosso movimento pode perder mais força, o que deixará Sarney pra lá de insatisfeito, já que PSDB, DEM, PSOL e outras legendas se posicionaram a favor da saída do político.

Segundo Jarbas Vasconcelos, “qualquer reforma administrativa só poderá ser realizada se tiver o mínimo de apoio da opinião pública e essa condição só será atingida a partir do afastamento”. Para ele, somente isso vai fazer com que os senadores voltem a desempenhar o papel institucional para os quais foram eleitos.

Quem também não deve estar feliz com a atitude de Vasconcelos é o presidente Lula, alvo de críticas sobre uma “interferência despudorada” na tentativa de solucionar uma crise que é do Senado. Há uma semana, Lula tenta, desesperadamente, fazer com que a aliança PT-PMDB não se desfaça e que a “governabilidade” continue reinando. Alguns dizem, inclusive, que tudo isso é em prol do favorecimento próprio e das eleições que virão em 2010. “Lula promoveu uma ingerência sem limites ao tentar impor a permanência do presidente Sarney”, apontou Jarbas Vasconcelos ao afirmar que Lula tentou enquadrar a bancada petista na última semana.

Impossibilitados de se posicionarem institucionalmente a favor do afastamento, a maioria da bancada do PT já se manifestou contra o #ficasarney. A expectativa é a de que, nesta terça-feira, senadores petistas voltem a se reunir para definir os rumos da crise e os próximos passos a serem tomados nesta semana que antecede o recesso legislativo da Casa — se aderem ao #xosarney ou, como mandou o chefe Lula, debandam para o #ficasarney.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *