Simone Iglesias Novamente, nesta sexta-feira, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou de despachar no Palácio do Planalto para gravar, em horário de...

Simone Iglesias

Novamente, nesta sexta-feira, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou de despachar no Palácio do Planalto para gravar, em horário de expediente, participação no programa eleitoral de TV da candidata Dilma Rousseff.

Lula está desde às 9h40 no estúdio de gravação da petista e não foi ao Planalto.

Na tarde de sexta-feira passada, o presidente cancelou compromissos institucionais para gravar.

Na agenda oficial, Lula teria nesta manhã apenas “despachos internos”, mas até ontem havia previsão de que viajasse a Chapecó (SC) para inauguração da Usina Hidrelétrica Foz do Chapecó.

Popularidade
Lula, que apareceu menos ao lado de Dilma no segundo turno, terá maior presença na TV e em eventos de rua para estancar a queda nas pesquisas de intenção de voto.

Segundo a Folha apurou, os petistas decidiram aumentar a presença do presidente para “mexer com o povão” e ajudar a mobilizar a militância.

A campanha também definiu Minas Gerais e São Paulo como Estados prioritários –locais onde o PSDB venceu os pleitos regionais– para evitar que a petista perca votos nos dois maiores colégios eleitorais do país.

As últimas pesquisas indicam uma queda na diferença entre a petista e José Serra. A diferença passou de 12 para 7 pontos percentuais, entre o final do primeiro turno e a primeira pesquisa do segundo turno. Em outras pesquisas, a diferença caiu para 6 e 4 pontos.

Lula será mais presente, mas sua participação será modulada pela preocupação de ele não ofuscar a imagem de Dilma.

Clique aqui para ler a íntegra no site da Folha

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *