Presidente 40 eleições 2010: Dilma e Serra tentam se afastar de ex-assessores Em debate, candidatos são questionados sobre casos Erenice e Paulo Preto Dilma...

Presidente 40 eleições 2010: Dilma e Serra tentam se afastar de ex-assessores
Em debate, candidatos são questionados sobre casos Erenice e Paulo Preto

Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) mudaram de tática e adotaram um tom menos agressivo no debate Folha/Rede TV!, mas, questionados por jornalistas, tiveram de tratar das acusações contra ex-assessores.
Dilma disse combater o nepotismo e que a ex-ministra Erenice Guerra “errou” no governo. Serra afirmou desconhecer suposto desvio de verba na campanha, acusação feita ao ex-diretor da Dersa Paulo Preto.
A petista focou sua atuação em tentar colar o rótulo de “privatista” no tucano. Serra rebateu ao definir Dilma como “antipaulista”. Os dois evitaram discutir aborto, tema que até então era central no segundo turno.
O debate teve, em média, 4,3 pontos de audiência – o equivalente a 180 mil domicílios na Grande São Paulo. O pico, de 7 pontos, aconteceu durante o terceiro bloco, quando as jornalistas fizeram perguntas. (Págs. 1 e Poder)

Foto Legenda: Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) durante o debate Folha/Rede TV!, mediado pelo jornalista Kennedy Alencar

Em grupo de 23 indecisos, Serra convence 12 e Dilma, 4 (Págs. 1 e A13)

Eliane Cantanhêde: Presidenciáveis deixam aborto fora do debate
Com o aborto fora do encontro, os candidatos preferiram cutucadas e provocações pontuais a ataques de conteúdo. Pancadaria, só no horário político. (Págs. 1 e A4)

Marina fica neutra e PV lança seu nome para 2014
Terceira colocada na eleição, Marina Silva oficializou em convenção do PV que se manterá neutra no segundo turno. Sua escolha acabou sendo imposta à cúpula do partido, que se inclinava em apoiar José Serra (PSDB).
A reunião da legenda em São Paulo foi dominada por referências a uma nova candidatura de Marina. “Temos o projeto de nos tornar viáveis em 2014”, disse Ricardo Young, candidato derrotado ao Senado. (Págs. 1 e A8)

Panfleto anti-PT é apreendido em gráfica de tucana
A Polícia Federal apreendeu, por ordem da Justiça, panfletos que pregam voto contra o PT por sua posição pró-aborto. O PT quer apurar a origem da verba que pagou a impressão. A gráfica usada é de uma filiada ao PSDB, irmã de um coordenador de Serra. (Págs. 1 e A10)

Expectativa econômica piora na campanha
As expectativas de analistas para o cenário econômico de 2011 vêm piorando ao longo da eleição. Previsão indica inflação em 4,98% ao ano e se distancia da meta oficial, de 4,5%. Para os especialistas, a falta de debate sobre macroeconomia levou às incertezas. (Págs. 1 e A9)

Ônibus com alunos da Apae bate e 11 morrem
Um acidente com um ônibus que levava jovens deficientes deixou 11 mortos e 22 feridos em Minas. Entre as vítimas estão um enfermeiro, três professores, quatro alunos da Apae e três atletas paradesportivos. (Págs. 1 e C6)

Minha história: Capelão militar em Guantánamo relata sua prisão
O militar muçulmano James Yee conta como foi preso, acusado de vazar dados secretos, e depois solto por falta de provas, quando era capelão em Guantánamo. Ele liga a prisão à denúncia que fez de tortura. (Págs. 1 e A18)

Boa notícia: Procon ajudará consumidor a renegociar dívida (Págs. 1 e B6)

Cotidiano: Com mais pedágios novos, rodovia de SP tem menos verba (Págs. 1 e C7)

Editoriais
Leia “Consumo em alta”, sobre vendas do varejo e produção industrial; e “Aeroportos ineficientes”, acerca dos gargalos da aviação civil no país. (Págs. 1 e A2)

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *