Filipe Coutinho À frente nas pesquisas de intenção de voto, o candidato Agnelo Queiroz (PT) recebeu nesta quinta-feira o apoio da vice-governadora Ivelise Longhi...

Filipe Coutinho

À frente nas pesquisas de intenção de voto, o candidato Agnelo Queiroz (PT) recebeu nesta quinta-feira o apoio da vice-governadora Ivelise Longhi (PMDB).

O apoio representa mais uma derrota do governador Rogério Rosso (PMDB), que ficou isolado no partido após apoiar a candidata Weslian Roriz (PSC), mulher de Joaquim Roriz. O PMDB tem o candidato a vice na chapa de Agnelo, Tadeu Filippelli –presidente regional do partido.

Segundo Ivelise, a divergência com Rogério Rosso sobre o candidato ao governo não prejudicará a relação dos dois à frente do governo. “São posturas pessoais e, pelo menos de minha parte, não vai mudar em nada o nosso trabalho”, disse Ivelise.

A vice-governadora, contudo, afirma que não conversou Rosso antes de anunciar apoio a Agnelo. “Não chegamos a conversar, só conversei com o presidente do meu partido [Filippelli]”.

De acordo com Ivelise, o apoio ao PT foi uma decisão partidária. “Minha postura é a de partido, que apoia formalmente Agnelo. É um projeto que acredito e esse foi o melhor momento para anunciar o apoio”, disse.

A vice-governadora, entretanto, diz que não trabalhará no governo para viabilizar a chapa de Agnelo. “Fiz questão de encontrá-lo fora do expediente para mostrar que isso não se mistura. Essa decisão não afeta em nada minha postura no governo, que será isenta”.

Clique aqui para ler a íntegra no site da Folha

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *