Com informações da  Folha Online. O presidente do Senado nega ter participação no novo escândalo que o compromete. Insiste em dizer que é apenas...

Com informações da  Folha Online.

O presidente do Senado nega ter participação no novo escândalo que o compromete. Insiste em dizer que é apenas presidente de honra do seu “automuseu” no Maranhão. Afirma ainda que cabe à administração do local explicar o desvio de mais de R$ 500 mil de recursos da Petrobras para empresas fantasmas ligadas a ele.

Mas fica cada dia mais difícil conseguir se defender. Segundo o jornal Folha de S.Paulo, o ex-presidente da República pediu, em 2005, que a Advocacia do Senado constestasse no Supremo uma lei estadual contrária aos interesses dele.

Essa lei determinou a reintegração do Convento das Mercês ao governo maranhense. É lá que que funciona a Fundação José Sarney, uma espécie de automuseu que guarda objetos pessoais do político.

Para ler a íntegra desta matéria, basta clicar aqui.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *