Partidos políticos como o PDT e o PSDB prometem protocolar, na próxima quarta-feira, uma representação contra o presidente do Senado, José Sarney. O pedido...

Partidos políticos como o PDT e o PSDB prometem protocolar, na próxima quarta-feira, uma representação contra o presidente do Senado, José Sarney.

O pedido vai ser feito no Ministério Público Federal e no Tribunal de Contas da União.

Segundo o senador Cristovam Buarque (PDT-DF), o documento é o “conjunto da obra” de todas as denúncias que envolvem Sarney.  A última delas aponta desvio de cerca de R$ 500 mil de recursos da Petrobras para empresas fantasmas ligadas ao “automuseu” do presidente, instalado no Convento das Mercês, no Maranhão.

Para aumentar o coro dos que pedem explicações e uma investigação profunda do caso, Cristovam sugere que grandes personalidades assinem a representação que vai ser encaminhada. “Queremos pessoas da OAB, da ABI, que ao longo da história se manifestaram a favor da democracia”.

A entrega do documento vai ser feita dois dias antes de o Senado entrar em recesso parlamentar e um dia depois de a CPI da Petrobras finalmente ser instalada, após quatro outras tentativas sem sucesso. “Mas sair de recesso agora é como sair de férias e deixar a casa pegando fogo”, argumentou Cristovam, que mesmo assim, acredita que este período não vá “ser tão grande a ponto de apagar o incêndio”.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *