Com informações do G1. Pela enésima vez, ele diz nada saber. O presidente do Senado, José Sarney, insiste em desconhecer todas as denúncias que...

Com informações do G1.

Pela enésima vez, ele diz nada saber. O presidente do Senado, José Sarney, insiste em desconhecer todas as denúncias que recaem sobre ele. A última, divulgada pela Revista Veja, indica que o parlamentar possui contas no exterior, administradas pelo ex-banqueiro Edemar Cid Ferreira, amigo do político.

Mas para provar o contrário, Sarney pretende fazer de tudo. A mais nova jogada, segundo a assessoria de imprensa, é pedir à Procuradoria Geral da República que investigue as supostas contas em nome dele. O documento vai ser protocolado na segunda-feira.

Em nota, o presidente do Senado afirma que vai enviar ofício dando “todos os poderes e outorgando as permissões previstas nas leis brasileira e de quaisquer países” ao procurador-geral. Sarney também vai autorizar a requisição de informações sobre ações, depósitos, investimentos e propriedades que estejam no nome dele.

São os mesmos argumentos utilizados por Paulo Salim Maluf toda vez que alguém o questiona sobre contas no exterior. Como se sabe, apesar de alguns milhões de dólares bloqueados no exterior, Maluf continua vivendo como se não fosse com ele.

Se deu certo com o ex-governador de São Paulo, por que não daria certo também com Sarney?

Para ler esta notícia na íntegra, basta clicar aqui.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *