Com informações da Folha Online. O presidente do Senado, José Sarney, contrariou todas as explicações da consultoria da Casa de que a anulação dos...

Com informações da Folha Online.

O presidente do Senado, José Sarney, contrariou todas as explicações da consultoria da Casa de que a anulação dos atos secretos não tem efeitos imediatos. Ele afirmou, nesta segunda-feira, que todos os servidores contratados de forma sigilosa vão ser demitidos a partir da data de publicação da decisão tomada.

A previsão é a de que a publicação já aconteça na edição do Diário Oficial do Senado desta terça-feira.

Sarney, que há cerca de um mês negou a existência dos atos secretos, desta vez afirmou que todos os 663 documentos mantidos em sigilo são nulos.

Ainda não se sabe quantos servidores foram atingidos pela medida do presidente da Casa, que teria agido sob pressão para desviar a atenção das denúncias que recaem sobre ele.

A expectativa é a de que Sarney envie um comunicado a todos os gabinetes pedindo que os parlamentares identifiquem os trabalhadores que estão nesta situação.

Para ler esta notícia na íntegra, basta clicar aqui.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *