Da Agência Senado   Os senadores Antônio Carlos Valadares (PSB-SE) e João Ribeiro (PR-TO) declinaram nesta quarta-feira (15) de suas indicações para a composição...

Da Agência Senado

 

Os senadores Antônio Carlos Valadares (PSB-SE) e João Ribeiro (PR-TO) declinaram nesta quarta-feira (15) de suas indicações para a composição do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado. Seus nomes e de outros senadores foram aprovados na terça-feira (14) em votação no Plenário.

Valadares chegou a ser cotado para presidir o conselho. O senador leu em Plenário carta dirigida ao senador Aloizio Mercadante (PT-SP), que é líder do Bloco de Apoio ao Governo, solicitando sua substituição no colegiado “em caráter irrevogável”. Na carta, Valadares agradece a indicação de Mercadante e a confiança dos líderes que apoiaram seu nome para a presidência do Conselho de Ética. Ele diz também que chegou a pensar que seu nome poderia alcançar o consenso necessário para que os trabalhos no órgão ocorram num clima respeitoso, mas observou que isso não ocorreu.

Ao se pronunciar, Valadares afirmou que o fato de o Conselho de Ética ainda não estar funcionando depois de seis meses prejudica a imagem do Senado. Ele também disse que os debates “intermináveis” que têm ocorrido no Plenário acerca da crise do Senado não têm contribuído nem para melhorar a imagem da Casa nem para solucionar os problemas que ela enfrenta. Para ele, o Conselho de Ética é o órgão adequado para que tais debates ocorram.

Logo em seguida à fala de Valadares, o senador Inácio Arruda (PCdoB-CE) leu requerimento do senador João Ribeiro também declinando da indicação para o conselho.

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *