Dimitri do Valle – O governador eleito do Paraná, Beto Richa (PSDB), anunciou na noite desta terça-feira o nome de mais sete secretários estaduais.... Governador eleito do PR anuncia mulher e irmão como secretários

Dimitri do Valle –

O governador eleito do Paraná, Beto Richa (PSDB), anunciou na noite desta terça-feira o nome de mais sete secretários estaduais. Com isso, já são 15 nomes confirmados para cargos do primeiro escalão de seu governo.

Entre os citados, está a mulher de Richa, Fernanda, para a secretaria da Família e Desenvolvimento Social. Além dela, o governador eleito já havia confirmado o irmão, José Richa Filha, para a secretaria de Infraestrutura e Logística.

O deputado federal e ex-prefeito de Curitiba (1997-2004) Cassio Taniguchi (DEM) também foi lembrado para compor o futuro governo. Ele ocupará a pasta do Planejamento. Na Secretaria de Segurança Pública, Richa chamou o delegado da Polícia Federal Reinaldo de Almeida Cesar, presidente da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal.

O candidato derrotado ao Senado e atual deputado federal Ricardo Barros (PP) irá ocupar a Secretaria de Indústria e Comércio. Paulino Viapiana, que trabalhou com Richa na área cultural quando o tucano foi prefeito de Curitiba (2005-2010), foi confirmado como secretário estadual de Cultura.

Os demais nomes anunciados foram Faisal Saleh (Turismo), empresário do setor turístico de Foz do Iguaçu, Jonel Nazareno Iurk (Meio Ambiente), ex-superintendente do Ibama no Estado durante o governo FHC, e Tarcisio Mossato Pinto no IAP (Instituto Ambiental do Paraná, órgão de fiscalização do Estado na área ambiental), onde é funcionário de carreira.

Os novos nomes integram os já confirmados anteriormente na equipe: Norberto Ortigara (Agricultura), Ivan Bonilha (Procurador Geral do Estado), Luiz Eduardo Sebastiani (Administração), Michele Caputo (Saúde), deputado federal tucano Luiz Carlos Hauly (Fazenda), Durval Amaral (Casa Civil), senador tucano Flávio Arns (Educação) e Richa Filho (Infraestrutura e Logística).

Clique aqui para ler a íntegra no site da Folha

Comentários


Sem comentários ainda.

Comente!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *